Quatro maneiras pelas quais a Psicologia Biodinâmica melhorou minha vida.

Costumo dizer que a Biodinâmica me fez muito bem e que, nesses já quase quatro anos de (trans)formação aprendi muito – não apenas sobre a teoria, como também sobre as coisas que regem a vida. Justamente por isso me empenho em ajudar outras pessoas dessa maneira: porque já senti na pele (muitas vezes, literalmente) o quanto se pode viver com mais significado e satisfação através dela. Assim, hoje venho falar um pouco a respeito do que, exatamente, a Psicologia Biodinâmica fez por mim:

 

1. Melhorou a saúde do meu corpo
home_corpoemente 800x288
Estar atento e reconhecer que eu sofria com dores e tensões musculares das quais eu nem tinha muita consciência me mostrou o quão negligente se pode ser com a primeira casa que habitamos: nosso corpo.
Construir uma referência de relaxamento ensinou meu sistema nervoso a relaxar (pois isso também se aprende!), e o bem estar que surgiu a partir daí me levou a prestar mais atenção e cuidar melhor da minha saúde. Fora que, ao diminuir o nível de stress, meu sistema imunológico passou a trabalhar muito melhor, sono e digestão passaram a funcionar melhor que nunca… entre outros ganhos.

 
2. Aumentou minha autoconsciência

autoconhecimento900x599

Eis um fato neurológico: nossa autoconsciência surge da integração que o sistema nervoso faz dos sinais corporais. Esse é um processo que ocorre “nos bastidores” da atividade cerebral, isto é, acontece e nem se percebe – é parte da arquitetura do cérebro, por assim dizer. De fato, é como se o cérebro reunisse todas as sensações do corpo (pele, músculos, vísceras, etc) para definir “quem sou eu”. Daí que o trabalho corporal que realizei com a Biodinâmica aumentou muito minha percepção desses sinais e consequentemente minha autoconsciência. Conhecer limites e potenciais, o que se consegue ou não fazer, nos dá um senso de fortalecimento sem igual.

 

3. Ensinou a lidar melhor com minhas emoções
emocoes1000x468
Quase como uma continuação do processo de autoconhecimento mencionado no item anterior, a percepção mais aguçada de mim mesmo me ensinou a lidar com minhas emoções. Toda emoção surge primeiro como uma sensação corporal e que depois é percebida pela mente consciente (por exemplo, quando algo vem muito rápido em nossa direção, nosso reflexo é desviar – e só depois se consegue perceber se é algo realmente perigoso ou não. E todos já passamos por situações em que, ao tomar um susto, nos pegamos prendendo a respiração). Daí que a maior consciência das sensações corporais “reforça” as conexões neuronais que percebem as emoções.
É muito mais fácil lidar com a raiva quando se percebe a irritação crescendo em você, e não quando já se está gritando e no meio de uma briga. O mesmo vale para as outras emoções, boas ou não: tristeza, euforia, angústia, alegria…

 

4. Transformou minha relação com outras pessoas
relacoes404x270
Por fim, mas não menos importante, a Psicologia Biodinâmica transformou minha relação com outras pessoas de duas maneiras diferentes.
Primeiro, porque lidar com pessoas não é fácil – mas fica muito mais tranquilo quando se conhece bem seus PRÓPRIOS sentimentos e emoções. Aliás, só dizemos que as pessoas são difíceis justamente porque elas nos causam emoções que não queríamos sentir ou com as quais não sabemos lidar. Sejam chefes ou parceiros que nos irritam, pessoas que depreciam nosso trabalho e nos entristecem, imprudentes no trânsito que causam em nós medo e tensão… a lista é grande. Lidar melhor com minhas próprias emoções me deu ferramentas para ao menos me manter mais equilibrado diante dessas situações.
Segundo, e não menos importante, porque o conhecimento teórico da Psicologia Biodinâmica nos oferece uma visão de que as pessoas por vezes não são boas porque, a grosso modo, não tiveram espaço para desenvolver suas qualidades. Isso tem implicações familiares, sociais, políticas e econômicas (e que não caberiam ser discutida em um pequeno texto como esse). Mas o fato é que passei a observar melhor alguns casos e pude perceber que essa ideia faz muito sentido, e pude lidar com algumas pessoas de um modo que não seria possível sem essa compreensão.

 

Em suma, existem outros efeitos mais sutis e que derivam, de um modo ou de outro, dessas quatro maneiras que mencionei. Enfim, posso dizer que a teoria, a prática e a experiência de biodinamizar um pouco minha vida a mudou completamente – e me arrisco a dizer que para sempre.

 

Até a próxima!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s